25 de janeiro de 2009

Fatos históricos de Gotham City

Além de ser uma importante cidade dentro do Universo DC, Gotham City tem uma atmosfera das mais envolventes entre os cenários de ficção. O lar do Cavaleiro das Trevas é uma daquelas cidades que podem ser consideradas um personagem a mais nas histórias, emanando sentimentos como um ser pensante. Esta lista de momentos históricos e marcantes de Gotham é para mostrar como essa metrópole tem história tão extraordinário quanto seu maior herói, o Batman.

ASSASSINATO DE THOMAS E MARTA WAYNE
Não é só porque deste terrível acontecimento nasceu um dos mais importantes super-heróis do Universo DC, mas também porque a morte dos pais de Bruce Wayne é um marco na história recente de Gotham. Todos os seus cidadãos acreditam que o crime alcançou seu ápice com esse chocante assassinato, fazendo que a cidade se tornasse ainda mais sombria e com o aspecto decadente que possui até hoje.

FUNDAÇÃO DO ASILO ARKHAM
Desde que foi criado, muito antes de se tornar a prisão para os insanos inimigos do Batman, o Asilo Arkham mostrou-se um lugar fora do normal. Já na época em que era dirigido por Amadeus Arkham, o lugar demonstrava ter uma maior capacidade para enlouquecer ainda mais aqueles que viviam ali do que para curá-los. Não é à toa que todos aqueles que se aventuraram pelo local passaram por experiências insanas.

TERREMOTO E A TERRA DE NINGUÉM
Em tempos mais recentes, já na época do Batman, Gotham enfrentou uma seqüência de catástrofes que quase acabou com sua população, física e espiritualmente. Depois de uma epidemia de um vírus lançado pelo vilão Ra’s Al Ghul, boa parte de Gotham foi destruída por um forte terremoto que obrigou muitos de seus moradores a abandonar suas casas e sair da cidade. Mas o pior golpe veio quando o congresso dos EUA decidiu declarar Gotham como Terra de Ninguém, abandonando aqueles que ficaram à própria sorte em meio a ondas de violência envolvendo todos os vilões que estavam à solta, gangues e milícias de polícias corruptos. Entre eles e os cidadãos, apenas o Batman e seus Cavaleiros de Gotham .

JOGOS DE GUERRA
Pouco tempo depois de se recuperar do período após o terremoto, o povo de Gotham passou por outro tipo de provação. Tudo começou quando a Salteadora, na época atuando como a nova Robin, decidiu fazer algo para conquistar a confiança e o respeito do Batman e, tendo se apoderado de um dos planos de contenção do crime do Morcego, o colocou em prática. Mas ela não sabia que um elemento importante do plano era Fóforos Malone, um disfarce do próprio Batman. O resultado foi uma guerra de gangues que quase destruiu Gotham mais uma vez e acabou com a morte da Salteadora e o fim do bom relacionamento do Batman com a polícia.

UM ANO SEM BATMAN
Durante o ano que se seguiu à Crise Infinita, Gotham viveu sem a proteção do Cavaleiro das Trevas e seus aliados. Nesse período, a cidade ficou sobe os cuidados de um regenerado Harvey Dent (o vilão Duas-Caras), além do Questão e da ex-detetive Renée Montoya.

Fonte: www.popbaloes.com

Nenhum comentário: