26 de dezembro de 2008

Morre a primeira Catwoman negra












A cantora e atriz americana Eartha Kitt morreu nos Estados Unidos aos 81 anos de idade. Ela sofria de câncer e vinha se tratando em um hospital de Nova York. Kitt ficou conhecida por canções como "Santa Baby", "Old Fashined Girl", "C'est Si Bon" e por sua interpretação de Mulher Gato na série de TV Batman, produzida na década de 60e que foi exibida no Brasil.

Sua voz sensual se tornou uma marca registrada. Nascida em uma fazenda de plantação de algodão no Estado americano da Carolina do Sul, de mãe negra e pai branco, Kitt começou a vida artística como dançarina. Sua carreira nos Estados Unidos foi quase interrompida no final da década de 60, quando a cantora se manifestou contra a Guerra do Vietnã em um evento na Casa Branca.

Em 1974, ela voltou a criar controvérsia ao fazer uma turnê pela África do Sul em plena era do apartheid, mas alegou que com isso ajudou a chamar a atenção para o regime racista em vigor no país. Figura conhecida nas casas de espetáculos e cabarés de Nova York, ela continuou ativa até os 80 anos de idade.

Fonte: UOL hoje

NOTA DO BLOG: Ela fazia o "perrrrrfect", como ronronado de gato, perfeitamente. Lembro-me de um caso que ela convidou, em Nova York, um desconhecido Jô Soares a subir ao palco. Ele tentou (e quase conseguiu) roubar o show dela com tiradas, arrancando gargalhadas da platéia. "Por falar tantas línguas, o senhor deve ser muito rico no Brasil", reagiu a gata. Ela também participou como apresentadora do documentário sobre Mulheres-Gato em carne e osso, lançado na época do trágico filme Catwoman, com Harley Berry.

Nenhum comentário: