7 de dezembro de 2008

DVD duplo consagra TDK

Fui hoje à Blockbuster e comprei o DVD de The Dark Knight, com um disco extra repleto de informações de bastidores. Depois de tanto teasers antes do lançamento nas telonas, depois de tanto marketing de expectativa na internet e nas ruas, depois do aplauso ruidoso de público e de crítica, agora o grande sucesso cinematográfico de 2008 comemora seus lucros com esse presentaço de natal. Se os fãs (eu mesmo incluído) permitem uma crítica, acho que o segundo filme de Chris Nolan cometeu, dentre tantos acertos, um pecado. A interpretação merecedora de Oscar de Heath Ledger acabou por deixar em segundíssimo plano uma característica central do Coringa, o Príncipe Palhaço do Crime. O lado sombrio, maníaco, sanguinário, neurótico, sádico e cruel do vilão (nunca antes visto tão explícito no filme) precisa, sim, vir acompanhado do humor sarcástico e infalivelmente negro. Nisso, Jack Nicholson e Tim Burton souberam fazer melhor. Em resumo: faltou mais piadas no texto do arquiinimigo de Batman. O louvável hiper-realismo eclipsou a fanfarronice e a galhofa do Joker. A cena do "lápis mágico" e o "Hello, beautifull" foram apenas ironias pontuais. Precisaria para ser o verdadeiro Coringa haver mais brinquedos, nonsense em tudo e jogos de palavras com os quais estamos acostumados nos quadrinhos. Alguém aí para opiniar algo contra ou a favor?

Nenhum comentário: