27 de setembro de 2008

Recordações do lançamento

(Belo Horizonte, 11 de setembro de 2005) - Menos de três meses após sair da gráfica, o Dicionário do Morcego já acumulou trunfos. Com um terço de sua primeira edição vendida, o livro foi lançado na livraria Comix – a meca dos quadrinhos no Brasil localizada nos Jardins, de Sampa – em 25 de junho de 2005, uma semana após ficar pronto e com oito dias de exibição de Batman Begins nas telas do todo o País. Em Belo Horizonte, a chegada da obra é comemorada na livraria Leitura Pátio, ponto mais nobre da cidade do autor, no dia 5 de julho. O bat-evento teve direito até a bat-docinhos feitos pela mãe do autor (detalhe).

Como convidado dos batmaníacos paulistas do fanclub Batbase, do qual sou sócio, o Dicionário marcou presença em dois eventos: um no Shopping Guarulhos (30 de julho) e outro na Feira do Livro Infanto-Juvenil e Quadrinhos de São Paulo (13 de agosto). Entre os contatos feitos na feira foi o com o desenhista brasileiro Ivan Reis (Batman e Superman). Naquele mesmo dia, o autor participou com Gonçalo Júnior (Guerra dos Quadrinhos) de bate-papo com o público na livraria Lima Barreto, também na capital paulista. Nesses encontros participaram milhares de crianças, animadas por bat-fãs fantasiados como heróis mascarados da DC, tudo registrado pelo site batbase.com.br. O bat-grupo é coordenado por Renato Araújo e Eduardo Vilibor.

O momento mais marcante estava ainda por vir. A enciclopédia brasileira sobre Batman chega finalmente ao Rio, reduto de um importante grupo de admiradores do homem-morcego e onde vive alguns dos maiores colecionadores do universo Batman do mundo, como Jorge Ventura (Tribuna do Morcego), Márcio Escoteiro (idem), Linc Nery (site Batman A Trajetória) e Mário Abbade (Almanaque Virtual). Na cidade maravilhosa, a oportunidade veio com o convite para um bat-lançamento que fizesse parte da agenda cultural da moderna megaestore Armazém Virtual, de Jack London, pioneiro da internet brasileira. A tarde de autógrafos contou ainda com a apresentação de fanfilmes e a presença de Márcio Seixas, dublador do cavaleiro das trevas no famoso desenho animado Batman – The Animated Series. Depois dos vôos rasantes do morcego de papel nas três maiores cidades do Sudeste, está agendada um painel de debates na Feira do Livro de Itabirito (MG), no dia 8 de outubro. Há expectativa de participação no Festival Internacional de Quadrinhos (Fiq!), que se realizará na capital mineira de 5 a 9 do próximo mês. {NOTA DO BLOG: As participações nesses eventos de Itabirito e BH se confirmaram)

Nesse tempo transcorrido, foram publicadas em jornais e revistas de todo Brasil e também na Internet resenhas, notícias, comentários e entrevistas com o autor. Tudo começou com a citação na crítica da Veja, maior publicação brasileira, publicada em 11 de junho, no fim de semana anterior ao lançamento mundial do blockbuster. A abordagem da mídia foi variada, incluindo até as notinhas de blogs. Um programa acadêmico de 50 minutos foi gravado em 12 de julho e está disponível desde então na rede de computadores com a palestra Batman – ícone cultural, herói multimídia e mito moderno. Os sites gerados no exterior Defender of Gotham – do norte-americano Dave Carrol e um dos mais aplaudidos entre os dedicados ao cavaleiro das trevas –, The Bat (do canadense Ahmed Jeewa) e os brazucas Brazzil e Brazil-Brasil publicaram o release sobre o Dicionário do Morcego.

Programa Grafitti, da TV Alterosa (Belo Horizonte)

Participei de pouco mais de uma dezena de programas de rádio – incluindo o Jornal da CBN, com Herótodo Barbeiro (CBN), e Você é Curioso? (Rádio Band AM), de Marcelo Duarte – e de TV em São Paulo e Minas, além de um bate-bato (13 de julho) no portal UOL, que reuniu 648 participantes. Problemas de agenda impediram o autor de atender outros convites, como os de Paulo Henrique Amorim (Tudo a Ver), Ronie Von (Todo Seu) {NOTA DO BLOG: participei meses depois), Leda Nagle (Sem Censura) e uma entrevista na rádio Bandeirantes de Porto Alegre. No fim das contas, o melhor retorno deste bat-balanço é mesmo o colhido junto aos fãs brasileiros de Batman. As palavras de reconhecimento desse público são a melhor recompensa para um projeto que nasceu de um velho sonho de colocar nas estantes um livro único, escrito de fã para fã, com todo o rigor que um guia de referências merece. Entre os cumprimentos recebidos por escrito, alguns inesperados, como o de Roberto Duailibi, da DPZ, um das lendas da publicidade. Espera-se que as asas do morcego levem o livro a lugares bem mais distantes.

O jornalista e escritor Marcelo Duarte, autor da série de livros Guia dos Curiosos. Tive a honra de participar do programa de rádio dele na Bandeirantes "Vocé é Curioso?", horas antes do lançamento na Comix.





Material de divulgação (banners e folders) do evento da Batbase realizado no Shopping Internacional de Garulhos, na Grande São Paulo. Houve apresentação de vídeos, exposições e outras atividades relacionadas ao tema Batman

Livraria Lima Barreto, em Sampa, onde participei de debate com Gonçalo Júnior, autor do clássico Guerra dos Gibis

Nenhum comentário: