Postagens

Mostrando postagens de dezembro 27, 2008

Bruce Wayne & Silver St. Cloud

Imagem
O amor perdido de Batman Roberto Guedes Em 1976, a DC Comics passava por uma reestruturação editorial das mais periclitantes e precisava a todo custo chacoalhar suas bases para ver se voltava a encarar a Marvel em termos de vendas. Jack Kirby tinha voltado “pros braços” de Stan Lee, e a Distinta Concorrente não conseguiu contra-atacar levando John Buscema para suas dependências. Daí, pensaram: "Quem é o maior roteirista da Marvel no momento?", e contrataram Steve Englehart. Deram sorte, pois Englehart queria umas férias, empanturrado que estava de quadrinhos, e prestes viajar pra Europa. Ele havia feito um estardalhaço danado em séries como Captain America, Avengers, Defenders e Vampirella, tornando-se o grande nome da primeira metade dos anos 1970 – algo similar ao que Kurt Busiek fez na década de 1990 e Michael Bendis, de uns tempos pra cá (se me permite, na minha opinião Englehart é melhor que ambos). O pessoal queria quer ele revitalizasse a Liga da Justiça da Améric

Notas sobre quirópteros

Imagem
NOTA DO BLOG: Encontrei no fundo do baú esse texto abaixo, que escrevi no começo dos anos 90, reunindo informações sobre "o mais surpreendente mamífero" depois do homo sapiens. A maioria dos dados foi tirada de entrevistas na TV, que assisti com muita atenção. Naquele tempo, não havia internet nem eram tão comuns os computadores. Alguém tem algo para me atualizar? Apontamentos sobre morcegos Sílvio Ribas Poucos sabem, mas três quartos dos mamíferos do planeta têm hábitos noturnos. Dentre estes, o mais famoso é o morcego, o único do grupo ativamente capaz de voar. E, curiosamente, o primeiro cientista a provar que eles não eram aves e sim mamíferos foi Aristóteles. Outra curiosidade é que por ser rico em nitrogênio e fósforo, seu excremento era utilizado no século passado na fabricação de pólvora por habitantes próximos a cavernas e grutas. Cientificamente, os morcegos são conhecidos por Quirópteros (Quiro = Mão + Ptero = Asa). Com um ancestral comum ao homem há 95 mil